quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

PANELA DE PRESSÃO


Dias de pressão sem fim,
Carteira vazia, língua queimando
Tristeza de ver a fome da calçada do mundo
Olhares plantados em mim

Ruas cheias de cor de rosa e azul
Para alertar da dor, de prevenir a explosão
Uma epidemia de pesadelos

Ver gladiadores sentados na TV
Sugando a seiva, matando o homem
Sangue que escorre no deserto
Nos lençóis brancos e finos da guerra fria
Reféns do fogo das ruas

Parece que vai explodir!

Sabíamos dessas aflições
Dessa parte indigesta do processo que não queima etapas
Acontece!

Que prova se o sentimento é verdadeiro
Se somos parte integrante do movimento
Como grão selecionados
Animados pela esperança de palavras

Fortalecidos para enfrentar o mundo
Para vencer o mundo como você venceu!

De sabor inigualável
Cada um tem seu segredo, ingrediente especial
Para potencializar o sabor
Seu dom, seu talento

As angústias são temporárias
Atacados, mas não destruídos
Tuas promessas permanecem
Encontramos socorro em Ti

Como suportou a pressão
Sem falar nada ficou
Permaneceu integro
Inabalável!!!!