quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

RESSURGIR!


Lá no fundo ainda Pulsa..
Vontade de estar junto com Você..

Mas o coração entristecido e frustado
Busca, um novo Alento..
Respostas e Motivos..
Para justificar a desilusão
A descrença..

Você estava tão perto..
Andando ao lado..
Mas não pudemos enxergar..

Nossos olhos tristes..
Viram outras coisas..
Ao longo do caminho
Fugiram..

O peso da cruz parecia o fim..
O desânimo tomou conta
Não podemos Ressurgir!

Tua aparência cansada, sofrida e ferida
Foi totalmente transformada
Já não se via mais ali

Não te reconhecemos ao caminhar
Tão juntos no caminho
Distantes no olhar..

Tua voz parecia outra
Tão longe
Tão perto estava

Quando insistimos;
- Fica conosco, a noite já vem..
Jantaremos...tens pousada
Repouso

Nossos olhos se abriram
E em nossos corações
Fez morada!!

domingo, 8 de fevereiro de 2015

ACORRENTADO!


De longe se ouvia o barulho das correntes
Pesos espalhados na rua
Pessoas moídas, desfiguradas
Carga aumentada nas esquinas da vida

Por todo lado escorregam, rastejam
Escravos do ouro dos espelhos
Carne vendida a preço de banana

Medidas desmedidas
Confusas
De um corpo nada perfeito

Tempo que falta, não sobra
Separa, Divide emoções
Tempo perdido!

E olhando pra trás...
Tantas obras inacabadas...abandonadas..
Tantas  palavras não ditas..que o vento levou..
Mas que pesam na mente..

E o peso só aumenta..
Lembranças acumuladas em caixas desorganizadas

Por que sofrer...se livre nasceu..
Por que lutar e se cansar...se o teu peso é leve
Por que resistir ao amor...que o maior dos pesos carregou
De verdade nos libertou...abriu as portas...
A cada dia o medo vai embora..
Somos livres!!!!