domingo, 8 de fevereiro de 2015

ACORRENTADO!


De longe se ouvia o barulho das correntes
Pesos espalhados na rua
Pessoas moídas, desfiguradas
Carga aumentada nas esquinas da vida

Por todo lado escorregam, rastejam
Escravos do ouro dos espelhos
Carne vendida a preço de banana

Medidas desmedidas
Confusas
De um corpo nada perfeito

Tempo que falta, não sobra
Separa, Divide emoções
Tempo perdido!

E olhando pra trás...
Tantas obras inacabadas...abandonadas..
Tantas  palavras não ditas..que o vento levou..
Mas que pesam na mente..

E o peso só aumenta..
Lembranças acumuladas em caixas desorganizadas

Por que sofrer...se livre nasceu..
Por que lutar e se cansar...se o teu peso é leve
Por que resistir ao amor...que o maior dos pesos carregou
De verdade nos libertou...abriu as portas...
A cada dia o medo vai embora..
Somos livres!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário